24 de julho de 2011

Sacada.

Eu prefiro acreditar que ele vem, prefiro acreditar que ele vai apontar ali na virada da esquina a qualquer hora, e que quando me ver na sacada vai abrir aquele sorriso que irá iluminar a rua por inteira. Eu prefiro acreditar que não vai ser apenas sonho o som da campainha tocando na minha porta. Me deixe aqui na sacada mesmo, eu vou esperar por ele, vou acreditar que ele vem, vou acreditar que ele sente o mesmo que eu, vou acreditar que ele me ama. Eu vou sentar aqui e olhar pra rua, pras esquinas, esperando algum sinal do cheiro dele brotar no ar, vou ficar aqui esperando que ele volte logo, pois já sinto saudades de quando nada era espera, de quando nada era saudade, tudo estava aqui por perto, tudo era certeza, tudo era agora. Mas se eu não estiver na sacada talvez ele apareça e eu não vou vê-lo, e eu preciso vê-lo nem que seja de relance, vê-lo só pra senti-lo, mesmo que seja distante. É, eu espero. 

Tumblr_ld5c1wyyin1qcbt2uo1_500_large

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar (: