5 de junho de 2012

Pedaços de mim

Um velhinho estava sentado em um banco e aparentava tristeza, seu neto se aproximou dele e lhe deu um beijo no rosto dizendo-lhe:
- Vô eu sei que o senhor está triste porque hoje você e a vovó fariam 60 anos de casados, mas vô ela gostaria de te ver feliz, afinal são 60 anos de casamento ainda, pois o amor de vocês continua vivo dentro do seu coração. 
O avô muito emocionado respondeu:
- Você puxou o coração da sua vó.
E o neto perguntou porque tal comparação. E o avô lhe disse:
- Sua vó quando morreu me falou a seguinte frase: "Meu querido quando você sentir saudades de mim olhe ao seu redor e veja o que eu deixei pra você. Deixei nossos filhos, nossos netos, e no futuros nossos bisnetos, cada um deles tem um pedaço de mim é só você procurar bem e olhar para eles com o mesmo olhar que você olha pra mim."

350695348_large

2 comentários:

  1. Que lindo! O amor nunca morre, este é a maior de todas as coisas! (: Bjo.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Melisse, boa tarde!!
    Texto maravilhoso!
    E o que é o amor, senão a existência de um caminho docemente percorrido a dois, marcado a cada curva do caminho por sementes plantadas que, ao longo da vida, vão gerando seus frutos?!
    O que é o amor senão a necessária contemplação da ausência, sob a forte emoção de que, mesmo sofrida, jamais poderia ter sido diferente?!
    O que é o amor senão a história do mundo, a verdadeira história das vidas e de cada vida?!
    O que é o amor senão a certeza constante e profundamente verdadeira de que, depois dele, nós nos tornamos imensamente melhores?!...
    Um beijo carinhoso, molequinha linda
    Doces sonhos
    Lello

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar (: