9 de fevereiro de 2013

Recosturar

Estou com medo do apego, medo do costume, medo de sentir a necessidade de ver, falar e estar perto. Medo de se entregar de tal forma que não se possa voltar. Medo de entrar em uma estrada que não seja de duas vias [ida e volta]. Medo de me acostumar com o jeito, com a presença, com o amor. Talvez você pense que é uma tolice, mas entenda que é medo de recosturar o coração que por diversas já se abriu. 

4 comentários:

  1. O Amor é uma semente,se observarmos precisa preparar a terra,plantar,esperar nascer,cuidar,flores,frutos é um processo,não é conto de fadas, nem como novelas, filmes ou historias ou romance é muito mais que sonho ou imaginãção é real ele nasce e morre não é o primeiro nem o ultimo nem unico ele mora e estar dentro de vc pode sentir quando quiser, não o confunda com paixão que é um sentimento sensorial ligado diretamente aos orgãos do sentido cheiro, paladar, tato, alfato, visão como uma droga que vc sente e quer repetir procurando mais satisfação, é bom mais não te completa ame...

    ResponderExcluir
  2. Mlelisse hj as pessoas são tão superficias,quando achamos pessoa como vc ficamos admirados quanta riqueza e magia nas suas postagens, quantos amigos vc tem,quantos sonhos vc compartilha,não sei se as pontagens são suas realmente mais é de originaliadade,admiravel gosto muito de vc quero ser seu amigo

    ResponderExcluir
  3. Obrigada Ronielton! As postagens com a marcação Melisse Abrantes são de minha autoria sim, e realmente tudo o que eu escrevo vem do meu coração, sentimentos que estou sentindo, que passei, que aconteceu com um amigo meu, mas a maioria vem do mais intimo dos meus sentimentos em forma de palavras pra cá. Beijos :)

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar (: